terça-feira, 26 de maio de 2009

Era mesmo dia não...

Com compromissos familiares marcados para as 14H00, aproveitei a manhã de 27 de Maio para dar mais uma voltinha por aí.
No dia anterior, questionei o Cabaço e companhia se eventualmente tinham pensado vir para os lados da Lardosa, para aproveitar a companhia e desfrutarmos o mato por estas bandas. Resposta positiva por parte da comitiva albicastrense e por volta das 9 da manhã lá apareceram 3 companheiros do pedal.
Assim, Carlos Sales, o azarado Filipe no dia de hoje e o Cabaço, e mais tarde o Pedro Barroca que, desta vez lhe trocaram as voltas para estes lados. Ah e eu.
Pergunta da praxe: Onde vamos???
Por aí mas quem manda nestas bandas, és tu.
Pronto, fui ao baú e ala, por aí...
Decorridos, cerca de 4 Kms não é que o Filipe na passagem da ponte Norte da barragem, manda um terno que daqueles nem ao diabo lembra!!!
Foi um susto que só por mero acaso não caiu de cabeça contra a seca "barroca" e causou males de maior; uns cromados esmurrados e pouco mais...
Ver se estava tudo bem, arrancámos então pela Soalheira, e Casal da Serra onde a malta esperou cá pelo rapaz. Sabem como é, a subir é mesmo a poupar travão...
Depois vinha o bom e o bonito; Ao iniciarmos a descida sem alternativa para o local onde os queria levar, avancei em 1º mais o Pedro, e daqui para a frente toda a atenção é pouca. Mesmo assim, olho para trás e ninguém: Estranho, ainda agora aqui vinham comigo!!!???
Pois, elas acontecem mesmo sem esperar; O Filipe novamente ao chão, mas desta vez uma daquelas quedas que até dói só de olhar. O rapaz ficou de tal maneira que ainda conseguiu chegar à Lardosa, mas tivemos que o aconselhar ir para a urgência.
Muitas queimaduras, hematomas e, porra grande queda!!!
Filipe, as melhoras é o que te desejo.
Assim, foi uma daquelas voltas, em que pensamos mesmo que estas coisas só acontecem aos outros....
Um dia destes vamos lá, mas com mais calma...
Sem travões, a subir, mas nas descidas fazem bastante falta...
..........................................................................................................................................................................
Isto está quase. Já ando em pulgas com o espectáculo de 10 de Junho.
Calhou-me a mim abrir as hostilidades, sou o 1º a fazer o gosto ao dedo pelas 16H00, apareçam.
DJ Português Diego Miranda aqui:
Pinto Infante

domingo, 24 de maio de 2009

O dia em que vi as costas aos corvos!!!

Desde há alguns tempos atrás a malta do BTTHALL tinha lançado o mote para dia 24 de Maio de 2009 quem os quisesse acompanhar em mais uma incursão à subida ao topo da serra da Estrela, seria bem aparecido. No meu caso, e quem me conhece chamei-lhes logo malucos!!! Quem é que se aventura em ir a este monte, que recebe anualmente os mais bem preparados na "nossa" volta a Portugal em bicicleta?! Preparação, a de Domingos e pouco mais, montes, nem vê-los, frio que deve lá estar...bem isto não é comigo de certeza...
Pois, mas com o andar da carruagem da vida, por vezes o ser humano tem mesmo maluquices que nem ao diabo lembra; Será que serei capaz de fazer parte deste lote de malucos, e calço as chuteiras para tentar lá ir também!!??
Num destes Domingos dizia me o João Valente:
-Pinto anda pra cá que tu aguentas; o ano passado o Paulo também só foi até onde aguentou, tu fazes o mesmo;
-Será???
Ficou então o bichinho a moer, e olha seja o que Deus quiser...
Foi de meter pneus de estrada, óleo e, ..."João eu vou mais cedo. Deixo o carro à saída da A23, faço aqueles Kms que antecedem a cidade da Covilhã para aquecer um pouco e depois vocês logo me agarram".
Assim fiz, 08H00, já estava em cima dela em direcção ao monte; ora com nevoeiro, ora com sol lá iniciava eu esta aventura com a certeza porém, que só a Santinha que se encontra a 2 Kms da torre me esperava.
Serra acima, ia vislumbrando a magnífica paisagem que nos invade a alma, onde tanta vez já fiz a subida à torre de carro, mas nunca desta forma, o que nos permite observar todos os pormenores ao alcance da vista. Verdadeiramente nas nuvens...
A passagem pelos paralelos da Covilhã foi mortífera para as pernas; parecem alfinetes a espetarem-se.
Mais uma pedalada, uf, uf...
Subir, subir e subir, e é aqui que olhando neste plano superior, se conseguem ver os corvos, andorinhas ou outras aves quaisquer pelas costas; Deveras uma bela sensação...
Sanatório, obra marcante de Salazar e, onde o Zé Luís me confessou..." aí é o pior que vais apanhar"...Sem dúvida, vira para a direita, depois esquerda, direita esquerda, irra, não levantes a cabeça a olhar para cima, senão morres!! Alívio, Penhas da Saúde à vista, já só falta o resto...
Mais uma pedalada e, a pousada da juventude era ali. Local este, escolhido pela comissão organizadora para o banhinho e repasto.
Subir, subir, e subir...
Com passagem por esta zona, local que psicologicamente tinha estabelecido chegar, chegavam as 10H00 da manhã. Se cheguei até aqui, agora é andar e nova meta a alcançar; O Centro de limpeza das neves:
Eis que ao passar este Centro, olho para trás e não vislumbrava ainda nenhum dos 12 companheiros de luta!!! Começava a pensar em que não havia necessidade em sair tanto à frente do pessoal. O receio inicial em não ser capaz tomou conta de mim, sem razão...À próxima saio pouco antes do resto, porque a subir, como eu subo, é sempre sem travões...
É neste ponto, que ao olhar para cima, consigo ver o famoso túnel de granito que abraça a estrada em direcção à torre; Uma verdadeira parede até lá...
Foi aqui que o frio e nevoeiro, pela 1ª vez na subida me abafaram de tal maneira, que com medo de ser atropelado tive que encostar para que esta nuvem deixasse de fazer companhia a mim, e à serra da Estrela...
Eis que ao passar o túnel, os homens fortes do pelotão fazem a sua aparição; estas "carcaças" andam que se desunham!!! Não há obstáculos para estes 2 ases do pedal...Ganda Cabaço e Joaquim Cabarrão: cada um ao seu ritmo lá pedalavam estes companheiros. Pareciam dois jovens a passar por mim...
Tive para lhes pedir boleia, mas...não iam com o meu andamento e, deixei-os ir encontrando-nos no topo...
Pouquíssimo tempo depois, o Micaelo a puxar pela sua carbónica, num andamento....Micaelo,Cabaço, Nuno e Rogério, tirada de 88Kms, Castelo Branco/Torre, e depois vê-los passar por mim assim!!!Se não tivesse já quase lá em cima, vinha me embora(eh eh).
Aquilo que para mim, era um sonho, de repente se tornou realidade. É verdade, isto para muitos pode ser mais uma subida, um passeio de Domingo ou outra coisa qualquer, mas para mim foi uma victória digna de se alcançar. Estar alí com a minha companheira do pedal, nunca imaginei fazer isto...
Ah pois é, foi neste momento que pensei:
Nem que a vaca tussa, agora já cá estou...
No fim de contas, quando entrei naquela última recta, que diz, torre 1 Km, meu Deus!!!
Coloquei o pulsómetro de propósito para este dia, fiz a subida toda nunca excedendo as 170 batidas cardíacas, mas meus amigos, aqui com a emoção de uma coisa nunca pensada e aqui conseguida,foi ver o limite às 195 por minuto. Acabara de vencer um obstáculo bem duro de roer, e onde até duvidei de lá chegar.
Foi de uma alegria, em que só quem lá vai provavelmente sente...
Missão cumprida, foto de grupo, nem todos estiveram presentes em virtude de cada um subir ao seu ritmo, e depois, foi o trilho onde sou forte.
Que tal a proporcionalidade peso/gravidade a descer?!Desta vez a descida foi só até aos 78 Kms/h, só com uma mão no volante é perigoso e mesmo a 43Kms tive que me deixar de avarias e deixá-la ir...
Vê filme directo em baixo:
video
Havia uma placa que dizia:trave com o motor!!!!qual motor???
Vê Filme:
video
Em suma, foi dos desafios mais arriscados de fazer, onde na chegada à torre me fez lembrar a volta a Portugal; com assistência e tudo, uma vez que a caravana de apoio familiar fazia parte. E que parte, pois foi a cereja em cima do bolo quando na Pousada da Juventude, tomámos o respectivo banhinho, e nos juntámos às respectivas famílias, com as nossas crias.
Dia também que deu para perceber um pouquinho do quanto um ciclista sofre ao visitar esta etapa, pois para mim os choques térmicos nos joelhos e no peito até doía, e que ao chegar ao topo, o meu kispo de inverno que bem me soube.
Não posso deixar de agradecer este convite à malta do BTTHALL, pelo excelente dia a sós e depois em família, que me proporcionaram e que, para o ano vou tentar levar a outra montada de estrada.
Quanto à marcação do percurso:
Só se enganou, quem não viu as marcações...
Chegada com travões em bbrrrraaaaassssssaaaaa.
Pinto Infante

sexta-feira, 22 de maio de 2009

...provávelmente o meu maior desafio de bike...

Pois de início não quis, não me sentia com coragem para tal, depois pensei, agora foi de vez. Enervei-me comigo mesmo e a convite dos consideráveis BTTHALL lá vou eu opor-me aquele monte. Monte disse eu!!!
É sim senhor...a serra de Estrela vai receber uns quantos malucos dia 24 numa aventura que só acaba na torre, ou não!!!
A volta que a minha burra e companheira levou, e espero estar à altura para ela.
Desta vez a escolha na sua manicura recaiu na imposição de uns pneus de estrada que andavam lá por casa e nem parece a mesma.
Classificativa de 1ª categoria mais a malta vou mesmo tentar lá chegar, onde este monte verga os mais afoites...
Assim e nesta classificativa, tenho a certeza de que vou mesmo tirar as mãos do travão...
Pinto Infante

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Alcains 10 de Junho de 2009

Toda a informação aqui:
www.eastfestival.com
Pinto Infante

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Serra da Estrela à vista, e DJ Yves Larock

Domingo 17 de Maio de 2009, maratona do Paúl.
Este evento, onde o ano passado não pude estar presente por motivos profissionais, deixou-me muito boas recordações na sua 1ª edição(2007), ou não se tratasse de estar logo ali ao lado do maciço central.
Diga-se a bom termo que ia expectante com esta maratona, pois andar na vertente sul da serra da Estrela requer de certa forma alguma preparação.
A minha caneta até a levava, mas só mesmo para escrever algo digno de registo. Como a companhia era algo que não me faltava assim fiz, mas ninguém imaginava ao certo o que isto iria dar. Até o post de hoje me apetece fazer diferente; Mas vamos por partes:
-Até fui dos 1ºs a chegar, e começava logo aqui; O Zé Luis que t
inha ido buscar o Vasco aos Escalos, depois do café matinal na Lardosa, perdeu-se, este montou o animal dele já na concentração e depois....depois caiu;
-Início da maratona, só às 09H30!!!;
-Arranque, Km 2 e Fidalgo, que grande queda, olhei para trás e só via verdinhos(BTTCTB), pensei, alguém furou, irra logo no arranque!?;
-À frente chega o João Valente e o Carlos Sales, e dizem:..."o Fidalgo vem um um pouco maltratado da queda!!"
-Pois imagino!!! No alcatrão!!
Foto com alguma da rapaziada amiga participante nesta maratona; aqui os "arrasatrilhos"
Teria sido preferivel ires nesta, assim chegavas com os pés ao chão, e não caías, caramba, tão depressa esta maratona não a vais esquecer!!! Depois disto, foi andar sempre em grupo, parámos todos à espera dele, pois com a sua teimosia, quis seguir até ao fim. Tempo para eu arranjar a caneta, pois também a tinha deixado cair ao chão para escrever um pouco.
Rápidas melhoras é o que eu te desejo.
Não há memória!!! Já me tinha apercebido que isto das bicicletas tinha evoluido e de que maneira, mas ó meus amigos!!! Aqui outro furo, desta vez foi a vez do Rogério do Salgueiro que, prontamente assistido pelo Carlos em que além de luvas, sim luvas, trazia consigo líquido para lavar as mãos na mochila!!!"Caso para dizer; "e esta hem?!"
Belas paisagens, mas que em minha opinião na sua 1ª edição a serra da Estrela teve outra beleza.
Algum reflexo da queda...
A imponência da serra da Estrela, onde as nuvens tocam o monte.
Para ter fotos para este post, só mesmo as sucessivas paragens valeram para escrever. Aqui nova paragem, e que paragem!!!! Com uma montada emprestada o Vasco furou e toda a caravana parou; foram só 4 Homens agarrados a um simples pneu para o tirar da jante e, só a ferros de lá saiu e teve que ser em jeito de madeiro; " vai, ho hop, ho hop, ho hop..."cum catano nunca vi nada assim!!! Até o Zé Luis que tem uma força fora do normal, não conseguiu, só mesmo com manha...
O pódio, finalmente consegui subir ao pódio; tá bem, tá bem pronto eu digo:
Foi logo no início...
Pela serra acima e chegando ao Paul por alcatrão fora, e terra batida lá se acabou esta maratona onde o tal tempo foi o que menos interessou por amizade. Quanto à organização, à semelhança de quase todas, deram o seu melhor de certeza. Não é fácil para esta gente fazer um evento destes com menos dureza, em virtude da serra. Parabéns.
O Fidalgo conseguiu acabar, não ganhando para um valente susto, e que de certeza vai pensar na máquina fotográfica.
Eu terminei na companhia do João Valente, do Zé Luis e do Vasco, que aproveitámos assim para clicar algumas vezes na parte final.
Ah, e acabei com os travões quase novos, uma vez que aqui a subir é sempre:
...."tira as mãos do travão"...
Como prometido, aí está mais uma notícia alusiva ao espectáculo agendado para 10 de Junho em Alcains. Desta vez, DJ Yves Larok:
Yves Larock aqui:
Particularmente gosto do clip abaixo, porque como alguém se lembraria de fazer um clip com brincadeiras da nossa infância, como esta de saltar à corda?!Ora vejam:
Vê filme aqui:
Este fim de semana, 24 vai ser bonito...vou tentar...lá chegar.
Pinto Infante

quarta-feira, 13 de maio de 2009

...mas que bela finta!!!

Não haja duvidas que isto de serviços de escalas tem lá que se lhe diga!!!
Pois assim sendo, 2ª feira mais uma folguinha e, aquilo que seria uma rica volta com o tempo a condizer, e diga-se fresquinho para a prática do BTT, depressa se tornou um verdadeiro banho de Pi(nto)to.
A bussula desta vez estava virada para os lados de Tinalhas via São Vicente, entrando pelo Sobral e depois Ninho do Açor. Eis que ao pedalar num dos meus melhores ritmos, pimba...Que temporal caiu em cima de mim.








Onde é que eu me escondo???!!!
Só houve mesmo tempo para poucas fotos, guardar a caneta e GPS no tal bolsinho da jersey, e casa.
Ora eu que tinha tudo certo para fazer um treininho apetecível para o que aí vem ao próximo fim de semana no Paúl, tornou-se num pesadelo!!
Até casa teve mesmo que ser a passo de caracol, pois a chuva era tanta que mal enxargava palmo à frente do nariz!!!
O Post de hoje foi o que se pôde arranjar com bastante pena minha, é que para aqueles lados do Sobral e tinalhas também há por lá uns buraquinhos interessantes.
Posto isto, quando cheguei a casa até o meu rafeiro se admirou, tal era o estado.
Sem travões, mas com muita chuvinha no lombo, até à próxima...
Pinto Infante

domingo, 10 de maio de 2009

DJs, e excelente companhia de BTT

Pois é,vão estando atentos a notícias aqui publicadas por mim, e nos demais meios de comunicação social. Alcains vai mesmo receber um mega espectáculo musical, onde eu também vou estar presente a convite do meu amigo Hugo Tabaco. Este espectáculo vai contar com a presença do melhor DJ do mundo, de seu nome Tijs Verwest, mais conhecido no mundo da música como TIESTO. Carrega aqui: O post desta semana vai dedicado a ele, sendo que todas as semanas até lá(10 de Junho de 2009), vou aqui tentar dedicar uma semana por cada DJ presente.
Mentor deste espectáculo, Hugo Tabaco.

Aproveito também para partilhar com os leitores do meu cantinho algumas fotos, em que certamente quem por lá passou; o "Disco Bar Oskar" discoteca onde dei os primeiros passos com os vinil na mão.
Noites loucas se passavam por alí, foto de 1984; Já lá vão alguns aninhos...

Esta semana chega de recordar, vão estando atentos.
Numa semana em que tive uns dias compensatórios do 1º de Maio, tive o prazer de dar uma volta de bike em BTT, com o meu amigo Nelson;Ele também de férias, aproveitámos para invadir esses campos e trilhos, uns conhecidos, outros nem por isso.
Desta vez, tivemos para ir nesta grande máquina, mas....mas depois lá decidimos ir mesmo nas nossas companheiras do pedal.
O Nelson veio ter comigo à Lardosa, e para onde ir? Sugeri então virá-las para Norte, e aí vamos nós.
Passagem pela barragem da Codifa, pomar do meu amigo Victor em direcção ao sopé do Monte. No desenrolar do trilho me fui lembrando que não seria grande pronúncio da minha parte a escolha deste trilho, uma vez que o Nelson ainda com o rabo e pernas escaldados da maratona de Portalegre. Foi então em Valprazeres que decidimos mudar o rumo, e virar tudo à direita vindo a dar à Orca via São Miguel de Acha.
Mas se há coisas curiosas neste mundo, esta foi uma delas;Foi já bem perto da Atalaia que nos deparamos com algo insólito; pacotes de leite duma certa marca a darem frutos???!!! Estaríamos nós por perto do Entroncamento???!!!
É com gente deste calibre do Nelson que gosto de andar. ..."Nelson, vamos ver este trilho?" Bora lá dizía ele...
Assim mesmo, se não der voltamos atrás; só assim se consegue com este espírito conhecer e circular sempre em trihos novos, não criando monotonia sempre dos mesmos.
O almoço, esse foi devorado com gosto a pão com chouriço e umas bebidas espirituosas de cevada lá para os lados da Orca num café de gente conhecida.
Vê o filme:
video
No dia de hoje, tivemos a companhia de um sol abrasador, pela 1ª vez este ano fui ao baú buscar a camisola de cavas. Que bem me soube andar assim.
Nelsom agradeço-te a companhia, pois quando se encontra alguém com o espírito da decoberta, os trilhos têm outra forma de serem encarados. Já agora aparece mais vezes.
Domingo 17 de Maio vou tirar as mãos do travão na maratona do Paúl.
Amanhã dia 11 folga de serviço e vou dar uma por aí pela manhã.
Pinto Infante, o DJ