terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

O dia em que andei à nora!!!

Já tinha saudades de colocar aqui um post sobre as minhas lides. É verdade, o São Pedro deve andar chateado com a malta; Já nem descansa nos Domingos; Deveria ter uma consideraçãozita com a rapaziada. Diga-se de passagem, que no aconchego do lar também se está lá muito bem...
Bem, mas vamos lá relatar um pouco do que foi mais uma aventura dura e pura.
A saída cá da Lardosa, estava agendada para 3ª feira, por volta das nove; Esperei, esperei, mas não apreceu ninguém; À pois, lá fui mais uma vez muito bem acompanhado da minha burra; Conseguimos ser 2, para variar!!! Eu e ela...ah ah....
Destino!?; Procurar trilhos com níveis mais elevados em consequência das fortes chuvas que têm caído por aí. Assim, o objectivo era Subir até à Soalheira, Casal da Serra, descer por uns singles que tenho andado curioso para explorar até à Santa Águeda(Marateca), passar por trilhos à parte de baixo do Ninho do Açôr, Barbaído, Palvarinho e afins.
Foi na subida para o Casal da Serra que apanhei grande "CAGAÇO"!!! Então não é que esta areia caíu mesmo à minha frente????!!! Porra!!! Se me apanha? Resultado das chuvadas que têm caído por aqui.
Sempre o explendor da Santa Águeda...
Bem, depois, foi procurar, e procurar trilhos por onde não tivesse palmeado Km com a minha companheira. Com Ninho do Açôr lá por cima, em direcção ao Barbaído; Diz-se que há por lá um bocado de céu caído, será!!!???
Céu, céu caído não vi, mas um magestoso arco-íris brindou a minha passagem por aquelas bandas; sempre lindo de se observar.
Tal foi o prazer em observar este fenómeno da Natureza, que quando dei por mim só avistava eucaliptos e mais eucaliptos; Mas onde é que eu ando!?
Foi neste momento e pela 1ª vez que me senti mesmo à nora! Trunfo na manga; Foi aqui que a minha mais recente aquisição mostrou o seu valor; O GPS deu um jeitão... Ao ampliar um pouco mais a imagem do mapa, só vi-Almaceda; Diría eu; Não pode ser.
De facto era mesmo, encontrava-me a poucos Kms de Almaceda, e ainda por cima, as tais nuvenzitas escuras teimavam em sobrevoar a minha companheira num ritmo cada vez mais acelerado. E agora!?
Mata fora, aguenta-te e, ala que que se faz tarde; Ela vem lá; A Lardosa está tão longe!!!
Próxima paragem; Juncal do Campo.
Aqui encontrei dos tais animais de 4 patas; Azininhos, jumentos ou lá o que lhes queiram chamar. O dono não é que se virou para mim e exclamou: ..."agora ao fim de velho é que o Sr.º me vai pôr na televisão?!..."
Ele há cada um!!!
Seguia-se Tinalhas, onde a chuva se juntou a nós dois; A partir daqui passamos a ser 3. Eu Pinto Infante, a minha burra e a chuva; Viva!
Sempre bafejado pela abundância de água por esses campos fora.
No final, mais parecia um Pi(to)nto.
Quando cheguei, foi um alívio ver a Lardosa, e aminha casinha, onde me esperava um daqueles banhos com água, esta bem quentinha no aconchego do meu lar.
Uns 58 Kms muito bons, para quem já não fazia uma tirada nestas condições, e que provavelmente nestes próximos dias me irei dedicar um pouco mais à estrada, claro está na minha outra burra...
Queria convidar os meus amigos a visitarem uma exposição de fotografias de autoria do amigo Luís Dias, que está patente na"Academia de Judo" em Castelo Branco, alusiva às "Pasteleiras" aquando a realização da feira do Feijão Frade na Lardosa, 2008.
Parabéns Luís pelas belas fotos que conseguis-te.
Dia 22 de Fevereiro, vou participar na confraternização da rapaziada da ACIN, em "A Rota do Azeite"
Sem travões...
Pinto Infante
video

Sem comentários: