quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

...até que enfim consegui fazer médias superiores a 28Km/h...

Olá a todos os leirores do meu cantinho. Aproximava-se esta semana e a acreditar nos mordomos da metereologia algo cinzento a partir de 4ª Feira. Com alguns compromissos familiares, resolvi colaborar juntando o útil ao agradável.
Desde há alguns tempos tinha programado a próxima etapa da Rota dos lagartos dia 8 de Maio próximo, sem tirar fotos e tentando dar o meu máximo de velocidade por várias razões; Uma seria medir as minhas capacidades, outra seria ver até que ponto me aguentava, outra servir este treino para ver a que horas chegava, outra ainda para ver a média que conseguia fazer, ah ainda outra para efectuar uma teimosa ligação ali para as faldas da Gardunha, e que agora está.
Não é que eu seja de grandes velocidades, mas desta vez enervei-me e até consegui fazer excelentes médias.
Photobucket
O percurso esse  tinha-o de véspera transferido para o meu GPS agradável orientador que me tem feito companhia desde, desde que o comprei. Sei lá quando.
Pelas 9e pouco da manhã senti que na minha careca algo caía. Água?! Talvez! Arrisco?! Vamos lá então e seja o que Deus quiser. O máximo que me pode acontecer é regressar à base, molhadoPhotobucket
Dentro dos meus limites arranquei para os lados dos Areões. Alguns singles vão fazer parte, mas desta vez alguns bem me custaram a fazer!!! As mãos doiam de vez em quando. Será que aguento este ritmo!!!?? Lousa, e sempre com controle na quilómetragem decidi beber café e descansar um pouco. Escalos, desta vez os de Cima passavam e a caminho da Santa Águeda, grande obstáculo tive que transpôr. Velocidade a mais e estava a ver que não...
Photobucket
Com a velocidade que levava, ia passando pela Stª Bárbara e, quase nem a via!!! Depois da Santa Águeda foi vez de iniciar as subidas que vão fazer parte deste passeio, embutidas nas faldas da Gardunha, mas não sei o que se passou comigo hoje, todas as subidas não me custaram nada, mas mesmo nada a fazer...porque seria.?! Circulava eu a uma velocidade e a subir superior a  50 e tal Kms/h.
Brutal sensação deslocar-me a subir, coisa que não estou habituado levar com o vento nas "trombas". Foi agradável esta sensação. Quinta do Granjo e o Casal da Serra ali tão perto. Belo.
Com esta incursão iremos aqui ver o que ainda não foi visto"digo eu!". Bredas, muitas bredas e singles já a ficarem ao rubro com este clima do ora chove, ora faz sol. Tudo vai ficando verdinho.
Bem, a prosa já vai longe demais,  sem vos confessar o segredo de hoje. Dopping, não. Nem pensar, mas o que me fartei de andar, isso fartei. Sempre que olhava para o meu conta quilómetros, sempre acima dos 28 Kms/h. Pinto vais bruto....
 Photobucket
 Bruto, e bem bruto...eh eh eh...
Aquilo é que foi. Polegar no acelerador e aqui vai disto....
Photobucket
O que é que a moto de 2 ou de 4 rodas tem a ver com as "Voltas do Pinto Infante"?!
Simples. No passeio de dia 8 de Maio de 2011"Rota dos lagartos", guiados por GPS, tive que fazer muitas, mas mesmo muitas ligações a becos e singles a subir, e como sou especialista nas subidas, pedi ao meu amigo Osvaldo que me emprestasse a sua brutal moto4. Subidas, quais subidas?
Este motão anda tanto a subir como a descer. Valeu a pena.
Ligações completas. Singles prontos. Bredas prontas. Abastecimento confirmado. Fica a faltar a quilómetragem certa. Posso adiantar já os meus amigos e interessados,  que queiram participar neste passeio que os moldes vão ser em muito semelhantes ao último do ano, com excepção de ser aberto a quem se queira inscrever até ao limite de 100 participantes.
Brevemente colocarei aqui todos os pormenores, sendo desde já alguns deles certos.
Data do passeio - 8 de Maio de 2011;
Guiado por GPS;
Trilho - Enviado por Email dia 7 de Maio até às 21H00;
Pensem no assunto, e atrevam-se nesta original aventura por terras da Beira.
Pronto, por hoje chega de conversa, deixando um agradecimento especial ao meu amigo e colaborador dos eventos por mim realizados na Lardosa, onde mais uma vez contei e vou contar para este inédito evento da Beira.
Obrigado Osvaldo.
Abraço a todos sem travões, a subir claro...
Aquele de sempre...
Pinto, o Infante

2 comentários:

Abílio disse...

Tinha de ser. Médias de 28 tá bem tá, penso que nem de mota as fazes. Pobre tractor a puxar por esse peso, só mesmo um tractor. Não sabes o que é uma mota.É um veiculo com motor e duas rodas. Ehehehe!!!!

Pinto Infante disse...

finalmente há um amigo meu que me ensina o que é uma mota. obrigado Fidalgo. Se não fosses tu!!!
És um bandido. Abraço
Pinto Infante